Presidiário de Itabuna liderava quadrilha em Iguaí; um morreu

A 21ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Itapetinga), com apoio da PM, deflagrarou nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (28/05) a operação ‘Mundare’, no município de Iguaí. O trabalho integrado desarticulou uma quadrilha envolvida com homicídios, tráfico de drogas, roubos e porte ilegal de arma de fogo liderada por um presidiário custodiado no Complexo Penal de Itabuna. Mandados de prisão e de busca e apreensão foram cumpridos, um deles contra o detento que foi remanejado para o Presídio de Segurança Máxima, localizado na cidade de Serrinha. O homem é conhecido como “Johny Paulista”. Cinco integrantes da organização criminosa acabaram localizados, entre eles o pai do presidiário, que tem 64 anos, e escondia uma arma utilizada em homicídios ocorridos em Iguaí. Outros três integrantes do bando acabaram presos e um deles não resistiu ao ferimentos do confronto, quando tentou fugir atirando nos policiais. Com a facção foram apreendidos uma pistola calibre 380, um revólver calibre 38, três espingardas, carregador, munições, 4.200 reais em espécie, porções de maconha e cocaína, além de um veículo modelo Uno. “Um traficante acabou escapando do cerco, mas temos a identificação dele e seguiremos procurando”, informou o diretor do Departamento de Polícia do Interior (Depin), delegado Flávio Góis. (Informe Baiano)

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.