Eduardo Bolsonaro é denunciado no Conselho de Ética

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) foi denunciado no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados por quebra de decoro parlamentar. A representação foi assinada pelos partidos Rede Sustentabilidade, PT, PSOL e PDT. A denúncia é reação às declarações do filho do presidente Jair Bolsonaro feitas nas redes sociais nesta semana. Em uma transmissão ao vivo, Eduardo criticou a operação da Polícia Federal que teve como alvo apoiadores bolsonaristas e disse que é questão de “quando” haverá uma “ruptura” no país. “Não tenho nem dúvida que amanhã vai ser na minha casa [que cumprirão mandado de busca], que se nós tivermos uma posição colaborativa, vão entrar na nossa casa, dando risada. Até entendendo quem tem uma postura moderada, vamos dizer, para não tentar chegar a momento de ruptura, a momento de cisão ainda maior, conflito ainda maior. Entendo essas pessoas que querem evitar esse momento de caos. Mas falando bem abertamente, opinião de Eduardo Bolsonaro, não é mais uma opção de se, mas, sim, de quando isso vai ocorrer”, declarou na ocasião. Bolsonaro disse ainda que quando for necessária uma “medida enérgica” do presidente da República, ele será “tachado como ditador”. De acordo com informações do Correio Braziliense, a oposição entende que Eduardo Bolsonaro atentou contra o Estado Democrático de Direito e demonstrou a existência de uma articulação em curso para deflagrar ruptura institucional. Eduardo já responde a processo no Conselho de Ética por afirmar que, se a esquerda brasileira radicalizar, pode vir uma resposta “via novo AI-5”.

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.