Suspeito de envolvimento na morte de Marielle, morto na Bahia

Um ex-policial militar, suspeito de ter envolvimento na morte da vereadora carioca Marielle Franco, foi morto durante uma ação da polícia na cidade de Esplanada, no interior da Bahia. Adriano Magalhães da Nóbrega foi morto na manhã deste domingo (9). Ele é acusado de liderar uma das maiores milícias do Rio de Janeiro. De acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública (SSP), Adriano começou a ser monitorado por equipes de inteligência da SSP após a informação de que ele teria buscado esconderijo na Bahia. Ele foi encontrado em um imóvel na zona rural de Esplanada. Ainda segundo a SSP, Adriano resistiu à abordagem e disparou contra os policiais. Houve troca de tiros e ele acabou sendo ferido. Ele teria sido levado para um hospital da região, mas não resistiu. "Procuramos sempre apoiar as polícias dos outros estados e, desta vez, priorizamos o caso por ser de relevância nacional. Buscamos efetuar a prisão, mas o procurado preferiu reagir atirando", comentou o secretário da Segurança Pública da Bahia, Maurício Teles Barbosa. Com ele, foram encontradas uma pistola austríaca calibre 9mm e outras três armas. O sítio pertence ao vereador Gilsinho da Dedé (PSL), de Esplanada. Ele disse que sua propriedade foi invadida e não conhecia o miliciano. Votou em Haddad para presidente e apóia Rui Costa. Completa

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.