Homicídios em Itabuna aumentaram 40% em abril


Depois de uma redução nos casos de homicídios nos meses de janeiro e fevereiro, Itabuna voltou a ter uma crescente nos casos de crime contra a vida. Em abril, foram 14 homicídios contra 10 em 2018, além de 1 criminoso morto em confronto no bairro São Roque. No comparativo de abril com os demais anos: 2015- 7 assassinatos; 2016- 20 e 2017- 12. 

Em Abril, 13 homens e 1 bebê do sexo feminino foram mortos; 3 jovens entre 12 a 18 anos morreram. Os bairros Califórnia e São Roque  foram os mais violentos do mês. 

Retrospectiva de algumas mortes no mês de abril: Diego, 30 anos, executado a Pauladas no bairro Sinval Palmeira por um grupo de vários homens; Ian, 16 anos, morto em uma troca de tiros das facções criminosas Raio A e Dmp na Califórnia; Travesti Daniel, morto a tiros no bairro São Caetano (acusado de participar de um latrocínio em março); Ricardo Gordo executado em plena luz do dia no bairro Antique; Roberto Filho, 19 anos, morto a tiros no Odilon (acusado de um estupro dias antes); Delegado José Mastique, morto por um cabo da polícia militar nas proximidades do Shooping e  Gildevan Bispo executado no Condomínio Pedro Fontes I.

Abril já é o mês mais violento de 2019 em Itabuna. A 6ª Coorpin já registrou 90 assassinatos em 2019. Itabuna, com 43 mortes, Itajuípe 10 e Jussari 7, são as cidades mais violentas.

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.