Denunciado por crimes de estupro e abusos de Camaçari responderá por 10 crimes





Homem que foi acusado pela enteada Eva Luana da Silva, de 21,por estupro e tortura no município de Camaçari, região metropolitana de Salvador, deve responder por cerca de 10 crimes, de acordo com o Ministério Público da Bahia (MP-BA).Até esta sexta-feira (22), Thiago Oliveira Alves, natural de São Paulo, não havia apresentado defesa à Justiça. Segundo o MP-BA, ele tem até o sábado (23), para apresentar um advogado. Caso não haja representação, um juiz que acompanha o caso deve decretar que a defesa dele seja feita por um defensor público.A mãe de Eva e a irmã dela, uma criança de seis anos que é filha do suspeito, também constam como vítimas no processo. O MP-BA informou que não pode detalhar por quais crimes o réu vai responder, porque o processo corre em segredo de Justiça. No entanto, a promotoria disse que, com relação a Eva, ele foi indiciado por pelo menos seis crimes.As informações foram passadas pelo MP-BA na tarde desta sexta-feira (22), em coletiva de imprensa com as promotoras de Justiça Anna Karina Senna e Márcia Teixeira, que é coordenadora do Centro de Defesa dos Direitos Humanos.

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.