Corporações civis e federais, estão insatisfeitos com reforma da previdência e se reúnem com Rodrigo Maia, para discutir texto



As mudanças que constam no texto da reforma da Previdência têm desagradado agentes das polícias Civil e Federal. Líderes das corporações pretendem se reunir com Rodrigo Maia (DEM), presidente da Câmara, para discutir os pontos em desacordo.
Edvandir Felix de Paiva, presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal, comunicou na última semana o delegado-geral da PF, Maurício Valeixo, o descontentamento da classe:
“A aposentadoria é a única coisa palpável que o policial tem. O resto é dificuldade no orçamento, no trabalho, e morte”.
Um dos itens que causa insatisfação é o mesmo plano de carreira que atingirá a todos.

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.