Advogado acusado de tentativa de homícídio é preso e relata "Não tive intenção nenhuma de matar"


Orlando Freire de Assis

O advogado que espancou um policial civil e tentou balear outro homem na cidade de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, disse à Polícia Civil, durante o interrogatório, na tarde desta quarta-feira (13), que perdeu a cabeça e que não tinha a intenção de matar as vítimas.
"Não tive intenção nenhuma de matar. Tive até oportunidade, mas não tive a intenção nenhuma de matar nenhum dos dois. Me excedi. Mas no momento oportuno vai ser esclarecido tudo", disse o suspeito.
Orlando Freire de Assis, de 29 anos, teve o mandado de prisão preventiva cumprida nesta quarta, após se apresentar no Fórum Felindo Bastos, na cidade onde o crime ocorreu. Ele foi ouvido no Complexo Policial de Sobradinho e segue à disposição da Justiça.
O suspeito era procurado pela polícia após ter mandado de prisão decretado pela Justiça da Bahia, na terça-feira (12). Conforme a polícia, o advogado será indiciado por duas tentativas de homicídio e porte ilegal de arma, e foi encaminhado para o Conjunto Penal de Feira de Santana.
O crime ocorreu na noite do último domingo (10), e foi filmado por uma testemunha. As agressões ocorreram no estacionamento de uma casa de shows, onde ocorria uma festa que o policial e o suspeito participavam. Não há informações sobre o estado de saúde do policial.

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.