Presa suspeita de matar investigador da polícia com quem namorava

Roberto Carlos Neves de Souza
A mulher suspeita de matar o investigador Roberto Carlos Neves de Souza, de 51 anos, na cidade de Camaçari, na região metropolitana de Salvador, foi presa na tarde deste sábado (1º), após se apresentar à polícia.
Segundo informações da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), Laura Tavares de Oliveira, de 29 anos, teve mandado de prisão temporária cumprido ao comparecer na 18ª Delegacia Territorial (DT/Camaçari).
Conforme a SSP, a suspeita foi ouvida na unidade policial e confessou o crime. Em depoimento, Laura contou que um desentendimento com a vítima teria motivado o crime. Os dois tinham um relacionamento.
O caso ocorreu na noite da sexta-feira (30), no bairro Bomba. O investigador foi atacado a facadas. Após a ação, "Xuxa", como era conhecido, tentou buscar atendimento, mas acabou morrendo dentro do próprio carro. Já a suspeita fugiu do local do crime.

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.