Funcionários do Hospital Costa do Cacau denunciam três meses de salários em atraso


Os funcionários do Hospital Regional Costa do Cacau denunciam que a empresa Gerir, escolhida pelo Governo do Estado para administrar a unidade, vem pagando os salários de forma irregular desde o inécio da gestão, há um ano. Escolhida sem licitação, a Gerir já enfrentou greve de vigilantes e pode ter uma dos médicos, que não sabem quando vão receber os salários, atrasados há três meses. A empresa não dá previsão nem explicação. 
O Estado se omite. O Governo do Estado diz que faz o repasse para a empresa e por isso não tem responsabilidade sobre os atrasos, mas a responsabilidade de prover a Saúde é do governador Rui Costa, não importa se isso é feito de forma terceirizada. Os funcionários defendem que o Ministério Público deveria requisitar do Estado o contrato do hospital com a Gerir, assim como a documentação na qual se baseou o processo de inexigibilidade e o histórico de recebimento de verbas e pagamentos de pessoal. 
É dever do Governo do Estado fiscalizar a gestão do hospital, o uso do dinheiro público repassado e exigir o cumprimento das responsabilidades inerentes ao contrato. Como pagar médicos e funcionários que já passaram o Natal sem dinheiro e podem entrar no novo ano de forma igual.

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.