Aplicativo criado pelo MP-BA recebeu em um mês 43 denúncias sobre racismo



O Ministério Público da Bahia (MP-BA) recebeu 43 denúncias de casos de casos de racismo, injúria racial e intolerância religiosa em um mês de funcionamento do 'Mapa do Racismo', aplicativo criado para facilitar queixas deste tipo de crime. De acordo com o MP-BA, os registros foram de  21 denúncias de racismo, 14 de injúria racial e 8 de intolerância religiosa, realizadas em  municípios do interior, em Salvador e três em outras unidades da Federação.
Conforme o MP-BA, do número total de denúncias cadastradas, 23 estão em andamento no órgão, oito foram registradas com elementos suficientes que possibilitaram a colheita de informações complementares pelo Centro de Apoio Operacional dos Direitos Humanos (CAODH) e posterior instauração de procedimentos investigatórios pela Promotoria de Combate ao Racismo da capital e Promotorias de Justiça do interior. As outras 15 estão em análise e aguardando algumas informações para finalização pelo Centro e encaminhamento às Promotorias responsáveis pela execução. Vinte casos foram arquivados pelo Ministério Público: 17 por não apresentarem informações suficientes para instauração de procedimento e três por serem de outros estados.

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.