Por ofensas do Sargento Isidório, Daniela Mercury move ação penal




A cantora Daniela Mercury entrou com um processo na Justiça contra o deputado federal eleito mais votado na Bahia, Pastor Sargento Isidório (Avante). Em um vídeo publicado em julho desse ano, Isidório disse que Daniela estava com “problemas psiquiátricos”, que era uma “escrava do satanás”, criadora do “sindicato da viadagem”, entre outras ofensas.
O deputado está sendo processado por injúria. A ação é em resposta ao vídeo publicado pelo parlamentar que ofendeu a cantora por ela ter defendido a realização de uma peça teatral religiosa protagonizada por uma atriz trans na cidade de Garanhuns, em Pernambuco.
Segundo a assessoria de Daniela Mercury, Sargento Isidório fez “afirmações falsas e agressões absurdas à artista, que também é embaixadora do Unicef há 23 anos e embaixadora da ONU no mundo para causas LGBTS”.
Em nota, a equipe da cantora disse que “em nenhum momento do seu discurso, Daniela agride qualquer religião. Daniela também não xinga Jesus. Daniela não diz que Jesus é gay. Daniela não diz que Jesus é travesti. Daniela apenas defende o direito de qualquer artista de interpretar quem quer que seja sem ser censurado, garantindo assim o cumprimento do que está na nossa Constituição”.

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.