Suspeito de matar adolescentes é liberado pelo MP, após resultado de DNA



O suspeito de matar a facadas a adolescente Rhanna Kevila da Silva Almeida, de 15 anos, na cidade de Barra da Estiva, no sudoeste da Bahia, foi solto na segunda-feira (8). Carlito Camilo de Souza estava preso em Brumado, também no sudoeste do estado, e ganhou liberdade provisória, segundo informações do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).
Ele foi preso no dia 11 de junho como principal suspeito da morte da estudante. Segundo a polícia, Carlito apareceu em um vídeo feito por câmera de segurança, jogando fora o celular de Rhanna, próximo ao jardim da Igreja Matriz de Barra da Estiva.
Conforme decisão da Justiça, expedida na segunda-feira, a soltura de Carlito ocorreu porque ainda não há prova conclusiva da autoria ou participação dele no crime, e por isso, o próprio Ministério Público fez o pedido pela liberdade provisória dele. De acordo com a Polícia Civil, o resultado do DNA do sêmen encontrado no local do crime não possui o mesmo material genético de Carlito.
"Há dois perfis masculinos no exame [de DNA], um em uma camisinha e outro na adolescente. Continuamos a investigar o caso e acompanhar a possibilidade de outros suspeitos", explicou o delegado responsável pelo caso, Joildo Souza dos Humildes. O delegado enfatizou que ainda não pode dar detalhes do caso.


0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.