Professo preso em Manaus por estupro diz que alunas "dava carinho"



O professor preso em Manaus por estuprar uma aluna de 8 anos disse, ao negar os crimes, que "dava carinho" às vítimas. Segundo o portal A Crítica, Carlos Alberto Pereira Cruz, de 47 anos,  foi apresentado pela polícia nesta quarta-feira (17).
"A maioria das crianças são muito carentes, então eu oferecia café da manhã e elas retribuíam com abraços e beijos", declarou em entrevista ao A Crítica. Carlos Alberto é professor do ensino fundamental em uma escola da rede municipal.
Ele já havia sido preso no último 1º de outubro pelo mesmo crime, mas foi solto pela Justiça durante audiência de custódia. Carlos Alberto também investigado por abusar sexualmente de mais duas crianças, de 8 e 9 anos de idade.

Bahia Notícias

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.