Preso por fraudes em cartório ficam detidos em presídios de Ilhéus e Itabuna




Polícia Civil transferiu Ruan Carlos Batista dos Santos para o Presídio Ariston Cardoso, em Ilhéus. O ex-escrevente do Cartório de Registro Civil das Pessoas Naturais de Una é acusado de vários crimes. Ruan foi detido junto com a sua ex-colega, Brenda Conceição Sena, que nesta terça-feira (2) será transferida para o Conjunto Penal de Itabuna.
Ruan Carlos e Brenda Conceição foram presos na sexta-feira (28) por determinação judicial. De acordo com o chefe da Coordenadoria Regional da Polícia Civil em Ilhéus, delegado Evy Paternostro, dentre outros crimes, os ex-funcionários são investigados por falsidade ideológica, inserção de dados falsos em sistema de informações, sonegação ou inutilização de livros, excessos de exação e supressão de tributos.
As investigações apontam que que os acusados emitiam Documento de Arrecadação Judicial e Extrajudicial (DAJEs) do tipo Isento, quando deveriam fazê-lo do tipo Pago. Segundo a polícia, os suspeitos se apropriavam do valor da taxa cobrada pelos serviços.
O delegado explicou que os ex-escreventes foram demitidos pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJB), após conclusão de processo administrativo. O ex-escrevente Ruan Carlos é acusado também pelo desaparecimento de documentos públicos. Os suspeitos podem pegar até 15 anos de prisão.

Pimenta

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.