Acusado de espancar taxista de Itabuna, se apresenta e depois do depoimento é liberado pela polícia


Aposentado morreu após traumatismo craniano — Foto: Reprodução/TV Santa Cruz
O motorista suspeito de espancar e matar um taxista aposentado após um acidente de trânsito em um trecho da BR-415, no município de Ilhéus, no sul da Bahia, se apresentou à Polícia Civil nesta terça-feira (23) e confessou o crime. No entanto, ele foi liberado e vai responder pelo crime de lesão corporal seguida de morte.
De acordo com informações da Polícia Civil, Samy Pereira Santana, de 30 anos, prestou depoimento por cerca de duas horas, na companhia de um advogado, na Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur).
Conforme a polícia, ele afirmou não ter tido a intenção de matar José Luiz da Silva, após o acidente, que ocorreu na noite de 14 de outubro. Segundo a polícia, o suspeito afirmou que o taxista tentou fugir várias vezes do local, mas foi impedido por ele mesmo. Na última tentativa de deixar o local do acidente, a vítima foi agredida pelo suspeito.
Ainda segundo a Polícia Civil, foi a segunda vez que Samy Santana se apresentou na Deltur. Após o depoimento, conforme a polícia, foi constatado que não houve a necessidade de um pedido de prisão preventiva, já que o suspeito tem residência fixa em Ilhéus e já tinha se apresentado antes.
A primeira vez que ele esteve na delegacia foi feita na quinta-feira (18), dois dias após a morte da vítima. Na ocasião, ele foi liberado por não haver flagrante. O caso segue em investigação pela Delegacia de Proteção ao Turista.

G1 Bahia

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.