Sistema de comunicação em braille será implantado em cartórios




Vai ficar mais fácil para deficientes visuais nascidos na Bahia tirarem documentos como certidão de nascimento, casamento e óbito nos cartórios do estado. O Tribunal de Justiça da Bahia determinou na última quinta-feira (20), que os cartórios de registro civil têm o prazo de um ano para implantar o braille, sistema de comunicação utilizado pelos cegos. Na prática, quando uma pessoa cega ou com baixa visão for ao cartório solicitar um desses documentos, ela vai receber uma cópia em braile para conferir se seus dados estão corretos.
A mudança é fruto um provimento conjunto, assinado pela Corregedoria-Geral da Justiça e pela Corregedoria das Comarcas do Interior do Tribunal de Justiça da Bahia, com o objetivo de garantir um acesso inclusivo ao Poder Judiciário e seus serviços auxiliares àqueles que tenham algum tipo de deficiência. “A ideia é facilitar trâmites oficiais, através do uso de línguas de sinais, braille, comunicação aumentativa e alternativa, entre outros”, disse o TJ, por meio de nota. 


0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.