Religiosos reagiram contra campanha de Bolsonaro que usa o nome de Deus em vão



Religiosos encontram-se divididos em opinião, alguns pretendem declarar seu voto ao candidato Bolsonaro, mas alguns líderes evangélicos reagiram ao movimento neopentecostais da Confederação dos Conselhos de Pastores do Brasil, que declararam apoio à candidatura do postulante do PSL, os mesmos discordam de que  em uma campanha política use-se o nome de Deus, para finalidade política.
Cerca de 88 teólogos e reverendos presbiterianos, batistas e de outros troncos da religião lançaram total manifesto contra o uso de Deus em campanhas “Nossa indignação contra a pretensão de haver um governo exercido em nome de Deus, bem como contra toda aspiração autoritária e antidemocrática […] O nome de Deus não pode ser usado em vão, ainda mais para fins políticos”, diz um dos trechos do documento. Os mesmos emitiram um carta pregando sobre o país ser um Estado laico.

Políticos na Bahia

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.