Com um tiro no peito pai mata bebê de seis meses


Bebê foi levado a UPA , mas não resistiu aos ferimentos

Um pai é suspeito de assassinar o próprio filho, um bebê de seis meses, nesta madrugada (12/9). O homem teria disparado contra o peito da criança, que estava no berço, após se irritar com o choro dela. O crime aconteceu às 4h, no bairro Jardim Ingá, bairro de Luziânia (GO), distante 16km da divisa entre o Distrito Federal e Goiás.
As investigações preliminares da Polícia Civil de Goiás apontam que o pai e mãe do bebê teriam saído de casa para consumir drogas. Ao voltarem, o homem, de 26 anos, começou a se irritar com o choro do filho no berço e foi buscar sua arma, uma garrucha calibre 22, semelhante a uma pistola, para atirar nele. 
A criança foi alvejada na altura do tórax e encaminhada pelos próprios pais para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região, mas já chegou ao hospital sem vida. Logo em seguida, a Polícia Militar foi até o casal para apurar o caso e, segundo a Polícia Civil goiana, eles confessaram que o tiro no bebê foi disparado pelo homem.
Imagens do local mostram duas manchas de sangue no berço do menino. A mãe, de 20 anos, admitiu aos militares que houve uso de entorpecentes na mesma noite, mas alegou ter tentado impedir o assassinato. O autor do tiro já tinha passagem criminal por receptação qualificada, caracterizada por adquirir, receber, transportar, conduzir ou ocultar um produto de crime. 
De acordo com a delegada responsável pelo inquérito, Caroline Matos, do 2º DP de Luziânia o pai alegou não se lembrar do ocorrido. “Ele disse que estava alcoolizado e tinha consumido drogas com a mãe da criança, uma jovem de 20 anos. A mãe do bebê conta que ele queria manter relações sexuais com ela, e diante da negativa, buscou a arma. A ameaçou de morte, e depois apontou para o bebê perguntando se ela duvidava que ele tinha coragem de atirar. Encostou a arma no bebê e atirou”, explicou. A delegada estuda ainda a possibilidade de o homem ter atirado devido aos choros da criança.

A mulher foi liberada após o depoimento e o pai encaminhado para o Centro de Prisão Provisória de Luziânia.

Correio Braziliense

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.