Sargento da Polícia Militar suspeito de matar vendedor de mariscos em Ilhéus







Um sargento da Polícia Militar foi preso na quinta-feira (16) suspeito de matar um vendedor de mariscos a tiros, na cidade de Ilhéus, no sul da Bahia. De acordo com informações da Polícia Civil, o suspeito estava fora de serviço no momento do crime. 
O homicídio ocorreu dentro de um bar, no dia 15 de julho. Segundo a polícia, o sargento, 
identificado como João Batista de Oliveira, contou que teria brigado com a vítima e, durante a discussão, a arma teria disparado. No entanto, testemunhas negam a versão. 
Conforme a polícia, pessoas que estavam no bar contaram que o PM teria sacado a arma e atirando no vendedor de mariscos, identificado como Luciano Neves Santos, de 43 anos, propositalmente. 
O crime estava sob investigação da Polícia Civil e da corregedoria da PM. Nesta semana, a Polícia Civil pediu a prisão preventiva do suspeito e a Justiça decretou. O militar foi preso dentro de um sítio, na localidade de Olivença. No imóvel, foram encontradas três armas sem registro. 
Por conta das armas, segundo a polícia, o sargento ainda foi autuado em flagrante por porte ilegal. Em seguida, ele foi encaminhado para a delegacia da cidade. Nesta sexta-feira (17), o militar passou por audiência de custódia e, depois, seria transportado para a corregedoria, em Salvador. 

(G1)

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.