Dono de dedetizadora é preso por estuprar menores após o serviço




Marcas no braço da adolescente que foi estuprada em Feira de Santana; dono de empresa de dedetização foi preso suspeito do crime (Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade)




A delegada Danielle Matias detalhou que o homem foi contratado pela mãe da vítima para fazer o serviço de dedetização. Ao chegar no apartamento, a adolescente o deixou sozinho para a realização do serviço e foi para o imóvel da sogra, que mora no andar de baixo. 
"Quando ela voltou para a casa dela para pagar o serviço, ele [João] forçou um beijo. Diante da recusa da adolescente, ele insistiu para que houvesse prática sexual. Ela nos relatou que ele estava com uma faca e a ameaçou caso gritasse", disse. 
Em depoimento, o homem nega que houve estupro e disse que teve a relação sexual consentida pela adolescente. Entretanto, a polícia informou que a jovem fez exames de lesões corporais que comprovam o estupro. 
Segundo a polícia, João já respondia, em liberdade, uma ação penal de homicídio, ocorrido em 2007. Segundo informações preliminares da polícia, ele tentou estuprar uma mulher em uma festa, um homem interviu e foi golpeado com uma faca. 
A polícia destaca que ele não foi localizado durante investigação do homicídio para o interrogatório e nem a Justiça tinha conseguido encontrá-lo até segunda-feira. 
Por conta do caso de estupro da adolescente, após ser preso, João foi encaminhado para o Conjunto Penal de Feira de Santana e está à disposição da Justiça. 

(G1-Bahia) 

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.