Assassinato de Maria Aparecida será lembrado em Itabuna

Uma manifestação com o nome de a “Marcha nem uma a menos – basta de feminicídio”, para lembrar os dois meses do assassinato da comerciária Maria Aparecida Santos Reis, em Itabuna, está programada para o próximo dia 8, quarta-feira. A concentração, segundo os organizadores, será no Jardim do Ó, às 15 horas. Diversas entidades da sociedade civil (como o Sindicato dos Bancários) e órgãos de proteção à mulher estão envolvidos. Cida, como era conhecida, foi baleada dentro de um ônibus urbano pelo comerciante Francisco Bento Rodrigues Neto, o Netão da Farinha, que logo depois se matou usando a mesma arma. Ele não aceitava o fim do relacionamento, fazia três meses. A comerciária, que tinha 33 anos, deixou três filhos. O feminicídio teve ampla repercussão em Itabuna, pela forma de como ocorreu. A vítima, indefesa, foi ataca indo para o trabalho, depois de insistir que não aceitava a volta do relacionamento. Baleada, Maria Aparecida morreu horas depois no hospital, depois de submeter-se a uma cirurgia. Netão da Farinha morreu na hora, dentro do ônibus. (Diário Bahia)

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.