Morador de Camacan é linchado até a morte em Guarapari-ES

Eugênio Lima Campos, 25 anos, natural de Camacan, foi assassinado com socos, chutes e pauladas na tarde desta sexta-feira (9), sob a suspeita de ter um suposto estupro contra uma menina de 12 anos. Ele foi arrastado pelas ruas e desmaiado, foi amarrado a um poste de iluminação pública, após ter sido linchado em vias públicas. Eugênio estava morando na casa da prima, Lêda Lima Peixoto, de 20 anos, em Guarapari. A jovem lamenta a forma brutal com que seu primo foi assassinado. “Independentemente do que ele tenha feito, isso não é certo, porque nada justifica tirar a vida de ninguém. Podia ter deixado ele amarrado até a polícia chegar para ele ser preso, nem que ficasse o resto da vida na cadeia. Mas matar ele assim foi uma crueldade”, lamentou. “Ele tinha uma casa aqui no Bairro Adalberto e vivia com esposa e estava tudo tranquilo. Ninguém mexia com ele, então ela comprou uma casa no Bairro Kubitschek, e o casal teria brigado por causa do roubo de uma bicicleta. Eu falei pra ele ficar na minha casa, e estava aqui no bairro há 3 dias, mas que eu soubesse, ele não tinha se desentendido com nenhuma pessoa”,disse. O corpo ficou no local aguardando a chegada do rabecão par a fazer o levantamento cadavérico. O corpo foi encaminhado para o instituto Médico Legal (IML), par a ser necropsiado. O crime está sendo investigado pela divisão de Homicídios de Guarapari. (O Tempo Jornalismo)

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.