. MANIFESTO CONTRA PRIVATIZAÇÃO DA ÁGUA É ENTREGUE EM BRASÍLIA

Um Manifesto em defesa da água como Bem Público e Direito Humano Fundamental foi entregue à Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (21), pela Coordenação Nacional do Fórum Alternativo Mundial da Água. O FAMA 2018 acontece na Capital Federal em contraponto ao Fórum Mundial da Água “como forma de unificar a luta contra a tentativa das grandes corporações de se apropriarem de reservas e fontes naturais de água e de outros serviços públicos”. Presente na audiência e representando a Bahia, o deputado Marcelino Galo (PT), que coordena a Frente Parlamentar Ambientalista, afirmou que a água é um bem público fundamental à vida que deve ser universalizada, junto com o saneamento, e não privatizada. “É importante a sociedade ficar muito vigilante, atenta, para barrar iniciativas que visem transformar a água em mercadoria. A água é um bem público que deve ser universalizado, e não privatizado”, enfatizou Galo, que defendeu a recuperação e proteção das matas nativas e ciliares para garantir a melhora da qualidade da água produzida pelas bacias hidrográficas. Estiveram presentes na entrega do documento os deputados Paulo Teixeira (PT-SP), João Daniel (PT-SE), Orlando Silva (PC Do B-SP), Chico Lopes (PC Do B-CE) e Janete Capiberibe (PSB-AP), representantes da Central Única dos Trabalhadores, do Movimento dos Atingidos por Barragens, Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente no Estado da Bahia, entre outros. Na quinta-feira (22) uma caminhada pelo Dia Internacional da Água encerra as atividades do FAMA, em Brasília.

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.