Pai e irmã grávida de assassino de sargento são executados

Crime ocorreu na zona rural de Porto Seguro. Vítimas seriam pai e irmã de um dos suspeitos da morte do policial militar, durante abordagem na madrugada deste sábado (3), em Eunápolis. Homens armados invadiram uma casa em Pindorama, distrito de Porto Seguro, por volta das 08h30 da manhã deste sábado (3) e mataram dois moradores. Gilberto Costa Pinto, 49 anos e a filha Mariana dos Santos, de 21 anos, ambos evangélicos, foram atingidos por muitos tiros. Os corpos estavam na sala. No momento do ataque, havia outras duas mulheres na residência, a esposa e a sogra de Gilberto. Elas não ficaram feridas. A família informou que Mariana estava grávida. Segundo a polícia, o crime foi cometido por quatro homens, que usavam roupas pretas e estavam com os rostos encobertos. No imóvel, que fica às margens da BR-367, foram encontrados projéteis de revólver calibre 38. As testemunhas não viram em qual veículo o grupo fugiu. De acordo com as informações, Gilberto era pai e Mariana irmã do traficante Pedro Vinicius dos Santos, o Bochecha, um dos suspeitos de participação no tiroteio que resultou na morte de um sargento da Polícia Militar, no início da madrugada, na cidade de Eunápolis. O major Anacleto França, comandante do 8º Batalhão de Polícia Militar em Porto seguro, informou que as mortes não têm relação com a operação que está sendo realizada em diversas localidades da região para prender o trio que matou o sargento. (Radar64)

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.