“Isso é fome de poder”, diz Otto sobre possível candidatura de Neto ao governo do estado

O Presidente estadual do PSD, o senador Otto Alencar sugeriu que o prefeito ACM Neto (DEM) não deixe de lado o seu “compromisso com Salvador” para se arriscar em uma candidatura ao governo do Estado. Durante entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (19), ele evitou avaliar as condições que o democrata teria em uma eventual disputa com Rui Costa (PT). “Não é uma crítica ao prefeito de Salvador, mas se você se comprometeu com alguma coisa, faça. Não deixe seu mandato no meio do caminho. Isso é fome de poder. Assumiu o mandato, vá até o fim”, declarou. Ainda segundo Otto, não há porque retirar Rui do Palácio de Ondina. “Não gosto de avaliar o adversário, até pelo respeito que eu tenho. Tenho um bom candidato. Se está indo bem, por que mudar? Quantas obras estão em andamento que poderão ser concluídas em um segundo mandato de Rui?”, questionou. Na oportunidade, Otto voltou a falar sobre a composição da chapa majoritária encabeçada pelo governador Rui Costa (PT), que disputará a reeleição no pleito de outubro. “Rui e Leão estão garantidos. Esses dois são os mais garantidos, que vêm da campanha de 2014. Ele [Leão], no momento, lá para abril e maio, vai tomar a decisão se vai ou não para o Senado. Rui vai chamar os partidos para ter uma conversa. Nosso partido tem pretendentes e tem nomes que podem participar da chapa, tem o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, [Angelo] Coronel, Antônio Brito. Existe alguma discórdia aqui ou ali. Qualquer palavra que você lance de sua boca ácida, é como uma flecha e não volta depois. Não tenho ambição por poder, nunca tive”, disse.

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.