Policial civil é morto a tiros na capital do Estado

Um policial civil foi baleado, neste domingo (28), no Engenho Velho da Federação, em Salvador. Segundo informações, Luiz Claudio Batista Lopes, que é investigador da Delegacia do Adolescente Infrator (DAI), foi socorrido e encaminhado para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu aos ferimentos. As primeiras informações são de que ele foi baleado assim que desceu do carro. A autoria e motivação do crime são investigados. Em fevereiro do ano passado, o investigador, seu filho e um advogado foram surpreendidos por atiradores no Bar do Roque, na 2ª Travessa Apolinário Santana, também no Engenho Velho da Federação. O agente penitenciário, Luis Cláudio Batista Lopes Filho, foi atingindo na perna direita e seu advogado André Cerqueira Santos ficou ferido nas nádegas. Eles foram socorridos para o Hospital Geral do Estado (HGE). Já o policial civil conseguiu se abrigar atrás de um veículo estacionado no local e não foi atingido pelos disparos. Na época, dois homens foram presos e um adolescente apreendido na localidade do Vale da Muriçoca, durante operação das polícias Civil e Militar. O delegado Odair Carneiro, titular da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM), afirmou que traficantes rivais do Engenho Velho da Federação, que participariam de uma festa “Paredão” na localidade, eram os alvos dos criminosos. “Eles não foram alvos porque eram policial e agente penitenciário. O que houve, poderia ter ocorrido a qualquer grupo de pessoas que estivesse na região tida pelos criminosos como território rival”, disse o delegado.

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.