CUMA ESTÁ CARREGANDO MALA SEM ALÇA NAS COSTAS

 Ninguém sabe dizer quem criou a expressão “mala sem alça”, mas certamente, ela faz muito sentido. Pense como seria se você necessitasse carregar uma mala sem alça (e acrescentando a dificuldade, sem rodinhas). Realmente, deve ser uma coisa muito complicada, mas em sentido figurado, é o que o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (Cuma) está fazendo todos os dias, ao permitir que seu filho, Sérgio Gomes, permaneça com a teimosia de se dizer candidato a deputado estadual. Essa pretensão estapafúrdia do "menino do papai", o submete à condição de “mala sem alça” e tão mequetrefe e inconveniente quanto aquele "sabidão" que “fura” fila; que estaciona na vaga de idosos, que utiliza carteira de estudante falsa, entre outros. E não há quem mais nos prejudica, que políticos malas, o que, por mais redundante que pareça, não é uma verborragia. É incrível a capacidade dos nossos políticos de ainda nos surpreender. A candidatura de Sérgio Gomes que o diga, a qual abro um parêntese para utilizar um ridículo jargão, que diz: “seria cômica se não - Ninguém sabe dizer quem criou a expressão “mala sem alça”, mas c fosse trágica”, pois é impressionante como um sujeito que quer por que quer ser deputado estadual, em nenhum momento mostra-se preocupado com as questões relevantes e os problemas sociais de Itabuna. Sérgio não faz, ou fala nada sobre as mazelas que ocorrem na saúde pública, com postos médicos, sem médicos e medicamentos; parece não enxergar o sucateamento das escolas do ensino fundamental; não se posiciona sobre questões que implicam no aumento da violência na periferia; transformou a Maternidade Ester Gomes, em seu comitê político e usa e abusa dos recursos da prefeitura, para tentar alavancar sua candidatura fadada ao fracasso. Estes fatos nos fazem compreender que suas pretensões não passam de uma cruz que Cuma está tendo sobre os ombros e cujas consequências recaem contra o próprio povo, de quem ele imagina merecer o apoio e os votos... LEIA MAIS em nosso blog:

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.