Partidos trocam acusações para saber quem já foi mais amigo de Geddel

A prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima gerou uma disputa na Bahia para saber quem já foi mais "amigo" do ex-ministro, segundo a colunista Mônica Bergamo. O PCdoB, por exemplo, fez uma compilação de frases dele nos protestos contra Dilma Rousseff, como a afirmação de que os atos seriam o "grito de quem está saturado dos problemas envolvendo corrupção". "Geddel estava sempre ao lado do ex-governador Paulo Souto", do DEM, lembram os comunistas.

A publicação revela que um filme, que começou a rodar em grupos de WhatsApp, mostra Geddel num palanque com outro ex-governador, Jaques Wagner, do PT, que diz: "Quero cumprimentar meu irmão, meu companheiro de caminhada, aquele que vem ajudando o presidente Lula a governar o Brasil, meu querido companheiro Geddel Vieira Lima".

Ainda de acordo com a coluna, o mesmo vídeo mostra o então presidente Lula elogiando Geddel, que ocupou o Ministério da Integração Nacional entre 2007 e 2010. "Eu quero dizer que eu sou grato pelo seu trabalho", diz o petista a Geddel.

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.