Pai e filho presos após tentar receber R$ 28,8 bi são empresários paulistas

Suspeitos de estelionato, os paulistas Antônio Rodrigues Neto, de 65 anos, e Antônio Rodrigues Filho, 40, pai e filho, foram apresentados na 16ª Delegacia Territorial (16ªDT/Pituba), na manhã desta quarta-feira (29). A dupla foi presa quando tentava abrir uma conta corrente na agência do Banco do Brasil, da Avenida Manoel Dias, na Pituba, em Salvador. 
 
De acordo com a delegada Maria Selma Lima, o objetivo dos suspeitos, que estavam acompanhados de empresários paulistas e baianos, era receber do Banco Central, por meio desta conta, a quantia de R$ 28,8 bilhões referentes a Títulos do Tesouro Nacional. "Eles contaram que possuem uma empresa na cidade de Barueri, em São Paulo, e que esse dinheiro é proveniente de uma ONG aberta em 2013", disse.
 
 
Ainda segundo a titular, o gerente do banco desconfiou da procedência dos documentos apresentados pelos homens e acionou a polícia."O gerente entrou em contato com o Banco Central onde foi constata a fraude. Em seguida, ele chamou a polícia e uma equipe do Draco efetuou a prisão", explicou.
 
Conforme a delegada, a dupla informou que é alvo perseguição na capital paulista e por isso decidiram abrir a conta em outro estado. "Eles chegaram em Salvador na semana passada e estavam hospedados em um hotel de luxo da capital. Quando questionei o motivo de escolherem Salvador para abrirem a conta, eles informaram que estavam com medo de fazer o procedimento em São Paulo, pois são alvo de perseguição, no entanto, não entraram em detalhes", declarou.
 
Durante depoimento, Antônio Filho informou que já havia sido preso pelo mesmo crime. "Ele contou que já tinha sido preso por estelionato praticado em Tocantins", afirmou. "Os empresários que estavam acompanhando a dupla também serão investigados", completou a delegada.

0 comentários:

Postar um comentário

Não sera permitido a publicação de comentário com palavra de baixo calão.